10 tendências de mercado para o “novo normal”

Amigos e amigas do Sentido na Venda.

Sim, vivemos tempos estranhos.

A pandemia da Covid-19 nos empurrou para uma mudança abrupta de hábitos e comportamentos, que tenho certeza, não passavam pelas nossas cabeças nem nossos piores pesadelos.

Por motivos alheios à nossa vontade fomos obrigados a mudar nossas rotinas e a assumir um novo modelo operativo que sequer havíamos pensado que aconteceria e tampouco como conseguiríamos organizá-lo.

Afirmo isso com experiência própria. Eu e minha esposa trabalhamos fora e temos um filho de 4 anos, que agora está full time dentro de casa. Minha esposa é funcionária pública licenciada para um curso de Pós Doutorado na sua área de atuação, e tem que ler, escrever, estudar e orientar páginas e páginas de conteúdo técnico. Eu, sendo profissional liberal, tive cancelados todos os meus compromissos profissionais e precisei reinventar meu negócio, a Keep Growing. Todas as palestras, treinamentos e consultorias foram cancelados, suspensos ou colocados em stand-by. Com esse cenário tivemos que nos adaptar, reorganizar a agenda da casa, optamos pelo compartilhamento dos cuidados e divisão da carga horária.

Fato é que este cenário deva ser o seu também, e isso nos empurra para uma ruptura involuntária dos padrões históricos. Um novo normal se apresenta e sem dúvidas proporcionará um período de muitas mudanças, pessoais e profissionais. Pode acreditar.

Como canta Milton Nascimento, “sei que nada será como antes, amanhã”.

Desta forma, precisamos estar atentos aos sinais emitidos pelo mercado para este novo normal. Isto nos ajudará a agirmos de forma mais inteligente e estratégica, proporcionando melhores oportunidades aos mais atentos e ágeis nos processos de mudança pelos quais estamos passando e ainda passaremos.

Segundo o canal do InvestNews BR no YouTube, listamos abaixo 10 tendências de mercado que vieram para ficar, fique atento se o seu negócio ou sua carreira estão ligados a elas, veja:

  • Aumento do Home Office*;
  • Redução de deslocamentos e viagens corporativas;
  • Redução do número de eventos sociais, esportivos e corporativos;
  • Restrição do Turismo;
  • Adesão à Telemedicina;
  • Aumento do número de usuários, com mais opções de uso e aplicação do Cartão de Crédito;
  • Fortalecimento de compras de negócios locais;
  • Aumento do conceito de “faça você mesmo”;
  • Aumento das vendas OnLine;
  • Engajamento de empresas nas causas em que acreditam, independente das causas.

A lista não está em ordem de importância, é apenas uma lista referencial.

Sobre a primeira tendência apresentada, o “Aumento do Home Office”, matéria do site da Revista Exame revela uma pesquisa realizada pela consultoria Cushman @ Wakefield, que aponta que 75% das empresas pretendem adotar o Home Office como prática definitiva no Brasil. A pesquisa foi feita com executivos de empresas multinacionais com atuação no Brasil, e revela que os resultados alcançados neste período foram animadores, o que impulsiona a adoção da prática já no curto prazo de forma definitiva.

Outro ponto importante a respeito do Home Office, é a perspectiva de 29,5% destes executivos de que as empresas reduzirão seus espaços físicos entre 10% a 30% de área útil, o que pode levar a um excedente na oferta de imóveis corporativos no médio prazo, uma vez que contratos deverão ser respeitados até eventuais renovações.

Sobre o Home Office, escrevi um e-book onde apresento 15 DICAS PARA SER MAIS PRODUTIVO NO HOME OFFICE, e você pode baixa-lo gratuitamente acessando aqui, com certeza vai ajudá-lo e à sua equipe para que todos sejamos produtivos neste novo modo operativo. Você também pode ver este conteúdo no YouTube, acesse a playlist completa acessando aqui.

Muitas transformações ainda estão por acontecer, mas é fato que precisaremos estar atentos como nunca para garantirmos primeiramente a existência dos nossos negócios, e num segundo momento para aproveitarmos as oportunidades que se apresentarão.

Pode parecer clichê, mas toda Crise é período de mudança, reinvenção, e esse deve ser o nosso foco. Não há porque ficarmos amargando o passado que não existe mais, precisamos sim olhar para frente de forma destemida com muita inteligência para aprender e agir rápido diante dos cenários.

Juntos conseguiremos superar este momento e colecionaremos ótimas histórias de aprendizagem e superação para contar.

Sucesso, e fique bem!

Leonardo Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *